sexta-feira, 1 de março de 2013

DIA INTERNACIONAL DA MULHER EM MARILÂNDIA


                  DONA ÁUREA FERREIRA CARDOSO
                                       (In Memorian)            

Historicamente o dia 08 de março foi escolhido para homenagear as conquistas da mulher nas peculiaridades do universo feminino. Apesar de todos os lastimáveis eventos de violência contra a mulher, muito se têm a comemorar. Principalmente como Cristãos, porque assim nos ensinou Jesus Cristo,  ao defender Maria Madalena, evitando que a mesma fosse apedrejada. Isso há quase dois mil anos.

Em Marilândia, a famosa “Terra de Maria”, batizada pelos Padres Salesianos nos idos de 1930, segundo a história do Município, ficando mais que reconhecida a força da mulher Marilandense.

Encarnando o simbolismo emblemático de Maria, nascem outras mulheres codificadas pelos seus nomes próprios, sem alterar a essência do ser feminino em corpo e alma, mas,  com o DNA do amor dinâmico, único e total - privativo do ser MULHER.

Nesse contexto surge do anonimato como destaque, a Da Áurea Ferreira Cardoso, 49 anos, que perdeu sua vida em um acidente de trânsito, dentro de uma Ambulância do Município quando acompanhava seu pai, o Sr. Raimundo Ferreira da Costa, 83 anos de idade, viúvo de Nilce Ferreira da Costa e portador do mal de Parkinson e princípio de Alzheimer. Felizmente ele sobreviveu sofrendo apenas arranhões nos braços.

Dona Nilce foi mãe de 15 filhos com o Sr Raimundo. Contavam com oito vivos com a Áurea, agora são sete filhos.

O gesto áureo e nobre de Áurea, enquanto viveu, foi a sua preocupação e zelo para com o pai. Entendendo que seria a única pessoa que poderia dedicar-se por tempo integral à saúde dele. Sendo assim deixou seu emprego, marido, filhos e duas netinhas em Belo Horizonte, transferindo-se em definitivo para Marilândia para cuidar da saúde do Sr. Raimundo, tamanha era a preocupação enquanto filha. Porém, a fatalidade interrompeu sua nobre missão.

Áurea deixa a todos, principalmente para as mulheres, um exemplo raro de uma mulher que atingiu a magnitude da capacidade do AMOR. Foi filha, esposa, mãe, avó e abriu mão do conforto de estar próxima dos seus filhos e netas para ser a cuidadora da saúde de seu pai. Tentou fazer por ele o que todos os pais fazem pelos seus filhos desde o nascimento.

Fica o exemplo para todos que ainda tem seus pais e nem sempre retribuem todo o carinho e amor que recebem durante suas vidas.

Áurea sempre será lembrada pela lição de vida que deixou a todos que vivem nos tempos modernos, esquecendo-se dos próprios passados.

Concluindo, Áurea exerceu nos seus 49 anos de vida “O AMOR PLENO”.

4 comentários:

  1. muito obrigado pela homenagem a minha tia
    que DEUS TE ABENÇOE
    sou FRANK COSTA FRAGA
    (neto do Sr RAIMUNDO)

    ResponderExcluir
  2. Elias Carodozo Junior8 de março de 2013 19:05

    De Fato um EXEMPLO

    ResponderExcluir
  3. Prezado Coronel Luiz Carlos, eu filho da homenageada, minha esposa e minha filha agradecemos pela homenagem postada à minha MÃE. Que Deus te abençoe.

    Abraço,
    Marcelo de Oliveira Cardozo

    ResponderExcluir
  4. Como filho, eu posso dizer que as palavras ditas nesta homenagem são puramente verdadeiras. Fica aqui meus agradecimentos, pois minha mãe foi um exemplo de Filha, Esposa, Mãe e Avó.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário